A quantia disponível para saques é referente as cotas PIS/Pasep já extintas.

 

A Caixa Econômica Federal possui cerca de R$ 22 bilhões de direito dos trabalhadores que exerceram atividade com carteira assinada entre os anos de 1971 e 1988. A quantia disponível para saques é referente as cotas PIS/Pasep já extintas.

Todos os trabalhadores registrados no regime CLT em empresas privadas possuem o número PIS, que é a sigla para Programa de Integração Social. Já os funcionários públicos possuem o número Pasep. Ambos os benefícios funcionam como um “14º salário” pago aos trabalhadores de baixa renda e o valor pago pode chegar a até um salário mínimo, variando de acordo com o tempo trabalhado.

O valor pode ser liberado para o titular a qualquer momento, bem como para os dependentes em casos de falecimento do trabalhador. Basta comparecer em uma agência da Caixa Econômica Federal e apresentar os documentos necessários.

O resgate das cotas estará liberado aos trabalhadores ou herdeiros até o dia 31 de maio de 2025. Caso o período seja excedido, os cidadãos não poderão ter acesso ao dinheiro novamente, tendo em vista que a partir disto a quantia será devolvido aos cofres da União.

O procedimento para realizar o saque das cotas do PIS/Pasep é bem simples. Veja como fazer caso seja o trabalhador quem irá receber:

Compareça a uma agência da Caixa Econômica Federal;

Apresentar documento oficial com foto;

Pronto, o valor será liberado.

Veja como realizar o saque em caso de falecimento do titular:

Compareça a uma agência da Caixa Econômica Federal;

Apresentar documento oficial com foto;

Apresentar documento que comprove a condição de herdeiro (certidão de óbito e inventário, por exemplo).

Novo valor previsto do PIS/Pasep

O valor do abono salarial é definido proporcionalmente ao período de trabalho do cidadão. Neste caso, aqueles que trabalharam 12 meses no ano-base terão direito a um salário mínimo vigente. Já aqueles que exerceram atividade remunerada em apenas 1 mês, terão dia a 1/12 do piso nacional.

Contudo, vale ressaltar que o Governo Federal divulgou a previsão do salário mínimo para 2022. A proposta enviada ao Congresso Nacional confere a R$ 1.192, considerando o INPC igual a 8,4%. Neste sentido, confira a seguir uma simulação baseada na nova quantia:

Proporção Valor
1 mês trabalhado R$ 99,33
2 meses trabalhados R$ 198,66
3 meses trabalhados R$ 298,00
4 meses trabalhados R$ 397,33
5 meses trabalhados R$ 496,33
6 meses trabalhados R$ 596,00
7 meses trabalhados R$ 695,33
8 meses trabalhados R$ 794,66
9 meses trabalhados R$ 894,00
10 meses trabalhados R$ 999,33
11 meses trabalhados R$ 1.092,66
12 meses trabalhados R$ 1.192,00