Além das eleições municipais no Brasil e presidenciais nos EUA, não fica difícil imaginar que, apesar de muito ter para acontecer, pouco de fato será decidido ainda neste ano.

Então nos resta perguntar: O que podemos esperar de 2021?

Economia & Reformas

É possível considerar 2021 como sendo um ano estratégico para o campo de reformas que impactem a economia basicamente por dois aspectos: considerando que seja encontrada uma vacina (ou até mais de uma) e a imunização tenha tido início, a pandemia vai aos poucos saindo do foco principal que tem atualmente (que concentra basicamente todos os esforços, ao menos em teoria) e, para além disso, temos mais um ano de espaço entre duas eleições (a municipal de 2020 e a presidencial de 2022).

A recuperação da economia será gradual. Embora tenhamos a sensação de que aqui sofremos menos com a situação atual do que outros países no mundo. Reformas auxiliam nesse caminho de retomada.

Outro bom motivo para lembrar que vale mais olhar 2021 do que o ano atual é o fato de que mesmo chegando ao final da primeira quinzena de agosto desse ano o governo apenas colocou na mesa parte de uma reforma (a tributária), ainda não tendo efetivamente tratado da administrativa.

Política/Relações internacionais

Embora estejamos aqui focando no próximo ano, um fator do atual momento fará muita diferença para o(s) próximo(s): a eleição nos EUA. Isso acontece porque duas plataformas bastante distintas entre si estão em disputa: o nacionalismo de Trump vs o globalismo de Biden.

A reeleição de Trump significaria a continuidade das tensões comerciais com a China e os caminhos para relações internacionais mais diretas entre países. Já a vitória de Biden acarretaria um retorno do pêndulo do mundo para o lado da globalização, aliviando tensões internacionais em prol de um comércio mais amplo mundialmente.

Saúde

O mundo todo está atrás de uma vacina para a Covid-19, isso não é novidade.

Em termos de saúde, certamente o aspecto mais relevante para 2021 será o fato de encontrarmos uma ou mais vacinas para lidar com a atual pandemia. Provavelmente serão algumas vacinas, o que é bastante positivo, dado que a quantidade de pessoas a serem imunizadas é imensa, demandando algumas bilhões de doses – que, até o presente momento, não sabemos se ocorrerão em dose única ou em mais de uma.

Por mais que alguns países já tenham reduzido as medidas de segurança, não podemos descartar novas ondas de contaminação, dado que, por mais desanimador que isso pareça, é complexo demais contar com o “bom senso” das pessoas em ficarem por tanto tempo seguindo medidas de segurança.

Qualquer que seja o caso, a prudência segue sendo necessária.

Vem logo, 2021!

O foco está cada vez mais direcionado para o que vem no pós-pandemia. Tendo em vista que se trata de uma questão sanitária, esse aspecto será primordial para equalização de tudo. 2020 ainda reserva muitas emoções, isso é sabido. Mas tenham em mente desde já: pode ser que 2021 seja mais calmo, mas certamente será um ano estratégico em todo o mundo.

FONTE:https://www.oguiafinanceiro.com.br/textos/o-que-esperar-para-2021/