Como em qualquer crise é fundamental termos consciência das nossas ações e encarar o processo como uma oportunidade de aprendizado. Com o avanço do COVID-19 as empresas estão tendo que lidar com um assunto que há um certo tempo vem sendo discutido: a prática do trabalho home office.

Muitas são as empresas que já aderiram ao home office. Se antes era um assunto estudado e discutido nas empresas, hoje se fez necessário agilidade nesta decisão que ajudará, e muito, no aumento da disseminação do Coronavírus.

Para as empresas

O principal cuidado com o trabalho remoto é a comunicação. As empresas Precisam pensar em canais que supram todas as necessidades de trabalho. Muitos utilizam Skype, Slack, Zoom, Google Hangouts ou mesmo o WhatsApp para manter o contato.

O que nos leva ao próximo assunto importante que as empresas devem ficar atentas à estrutura tecnológica que oferece ao funcionário. Seja equipamentos, acessos, e até mesmo o acesso à internet no domicílio.

O próximo passo é combinar entregas periódicas, afinal estar online por mais tempo não significa que a equipe seja produtiva.

Outra dica final e não menos importante é ter paciência e empatia. Qualquer processo de mudança no trabalho exige um tempo para adaptação e terá desafios inesperados.

Para o colaborador

A Diretora de RH da Timbre, Viviane Morcelli, dá dicas de como manter o comprometimento nas tarefas do trabalho no ambiente como nossa casa. Confira:

  1. Escolha um ambiente fixo da casa para montar o seu QG. Seu cérebro já entende que sofá e cama são lugares de descanso e não de trabalho, então evite.
  2. Mantenha a sua rotina e hábitos. Continue acordando no mesmo horário, tome seu banho de manhã, troque de roupa, etc. Lembre-se: cérebro = hábitos.
  3. Faça os combinados com a família. Explique a importância do respeito ao seu espaço no momento de trabalho. Peça cooperação e crie algumas regras de convívio. A comunicação não violenta pode te ajudar a se expressar melhor e fazer esses acordos.
  4. Use e abuse de chamadas de vídeo. Para reuniões são um excelente meio de comunicação e uma forma para aqueles que não se sentem bem no Home Office
  5. Beba água, faça pausas, alongue-se!

Vale salientar que Home Office bem trabalhado pode quebrar uma barreira no mercado de trabalho brasileiro se bem feita será um benefício ao trabalhador e uma forma de economia para o empresário.

Como dito inicialmente, é o momento de aprendermos e quebrar paradigmas e preconceitos com a prática do home office, para que num futuro próximo, estejamos mais preparados e encararmos com mais naturalidade esta prática do profissional e empresas do futuro.

TODOS PELO COMBATE AO CORONAVÍRUS  #TODOSnoMESMOTimbre