Os hábitos dos consumidores estão mudando e não é de hoje. Antes o preço era um dos fatores mais importantes para o ato de compra, hoje, outros valores estão sendo levados em consideração. Os problemas como aquecimento global, destruição do ecossistema e desastres ambientais têm feito com que as pessoas pensem no impacto que suas aquisições.

Hoje, o consumo responsável passou a ser um processo de transformação cultural pelo qual se procura estimular os cidadãos a satisfazerem suas necessidades, expectativas e desejos de consumo sem gerar impactos negativos para si mesmo, para a sociedade e para o meio ambiente.

Os consumidores possuem uma consciência ambiental cada vez maior. E isso impacta diretamente nos seus hábitos de compra. Por isso sustentabilidade é uma das principais tendências do trade marketing em 2020.

Dessa forma, a sustentabilidade no varejo é uma condição essencial para que o negócio continue vivo no mercado. As empresas que não tenham uma reflexão ambiental tendem a perder seu share.

O papel do Trade

É uma tendência forte do trade marketing a busca por soluções sustentáveis e pensar no impacto que o material usado no PDV é um exemplo dessa nova visão. Não dá mais para investir no trade sem negligenciar a responsabilidade ambiental e social do cliente, buscando ideias e soluções de impacto.

Pensar em iniciativas relacionadas ao meio ambiente/sustentabilidade, seja com ações dentro da indústria ou produtos sustentáveis, faz com que a empresa saia na frente dos seus concorrentes nos dias de hoje.

Ideias para serem discutidas e pensadas:

  1. Material usado em peças de PDV, e até novas embalagens sendo elas recicladas, reutilizadas ou que possam ser usadas com uma nova função.

  2. Um tópico muito em voga é utilização de energia solar. Estudos reais do impacto da utilização dela é fundamental e trabalhar isso com um chamariz apresentando a nova visão do seu cliente.

  3. Ações que trazem também o consumo real para a realidade do cliente são bem-vindas, mostrar que o produto é essencial sem mais o apelo total comercial de compra automática, é necessário trazer um novo olhar ao produto ou bem de consumo.

Pesquisas

Trazendo a discussão para a realidade do nosso Brasil, os dados mostram que o consumidor brasileiro é interessado no assunto, mas não se engaja nas questões ambientais. Segundo pesquisas realizadas nos anos de 2006 e 2007, a preocupação dos brasileiros com as questões ambientais é alta, atingindo 75% dos entrevistados. Além disso, subiu de 57% para, no primeiro ano do levantamento, 64%, o número de pessoas que acham que o governo deveria criar leis para obrigar as empresas a praticarem ações sustentáveis.

Porém existe uma redução no engajamento dos consumidores nas questões ambientais. As pesquisas mostram que houve uma queda no número de pessoas dispostas a comprarem produtos e serviços e a falar bem da marca de empresas socialmente responsáveis. Em 2000, o percentual dos consumidores que premiavam as empresas socialmente sustentáveis representava 39%, até que em 2007 esse percentual caiu pra 24%. Alem disso, há uma desconfiança por parte dos consumidores nas ações ditas sustentáveis das empresas. Em pesquisas realizadas pelo IBOPE, os dados mostram que 46% dos consumidores acham que ações de responsabilidade social das organizações são na verdade pura estratégia de marketing. A descrença de boa parte da sociedade nas ações sustentáveis é um dos grandes obstáculos para a criação de uma mentalidade voltada a sustentabilidade.

O brasileiro no geral é menos engajado que os consumidores dos países desenvolvidos, onde se percebe uma maior consciência ecológica. Nos EUA, por exemplo, a ação de premiar as empresas que agem sustentavelmente já alcança 50% da população consumidora. Nos países desenvolvidos, o percentual das pessoas que buscam os produtos ecologicamente corretos é de 39%, sendo 34% o percentual de pessoas que acham que se devem punir empresas que desrespeitam o meio ambiente. Por aqui, os percentuais são 13% e 12% respectivamente.

A evidente mudança nos padrões ambientais em todo mundo clamam por soluções eficazes que passam por uma mudança de prioridades governamentais, econômicas e sociais, mas principalmente uma mudança de comportamento do consumidor que durante muito tempo foi omisso e suas ações foram pautadas na insustentabilidade e na predação dos recursos naturais.

Falando da mudança de hábitos dos consumidores, estamos falando de nós mesmos. Todos nós consumimos algo todos os dias, então a lista abaixo serve para ampliarmos nossa conscientização deste impacto sócio-ambiental.

Comportamentos de um consumidor consciente

  1. Planeje suas compras e não seja impulsivo
  2. Saiba a procedência do produto comprado
  3. Escolha produtos de produtores locais
  4. Separe o lixo orgânico e reciclável, mesmo sem coleta seletiva, e faz o descarte correto dos itens, como pilhas e baterias
  5. Prioriza produtos feitos com material reciclado e produtos orgânicos
  6. Compartilhe informações sobre empresas e produtos que tenham responsabilidade social
  7. Reutilize embalagens e objetos
  8. Utilize Ecobag
  9. Prefira calçados de solas de borracha: A sola de TR (borracha termoplástica de estireno/butadieno) é derivada do petróleo e sua produção lança gás carbônico na natureza. Procure por calçados de solas de borracha, que não são agressivos ao meio ambiente.

Mais atitudes sustentáveis:

  • Feche a torneira enquanto ensaboa a louça e mãos diminuindo o desperdício
  • Apague as luzes ao sair dos ambientes
  • Desligue aparelhos eletrônicos sem uso da tomada
  • Coloque alimentos dentro da geladeira somente quando já esfriaram
  • Aproveite os papéis, utilizando frente e verso das folhas
  • Reduza a papelada optando por contas digitais e recusando notas fiscais físicas, por exemplo
  • Opte, sempre que possível, pelo transporte coletivo ou compartilhado
  • Procure utilizar bicicleta para se locomover, ao invés de carros ou motos
  • Cobre ações do poder público que beneficiem o meio ambiente

O Teste do Consumo Consciente do Instituto Akatu responde a essa pergunta. É uma ferramenta que avalia o grau de consciência de pessoas ou comunidades quando consomem e oferece caminhos para que todos possam se tornar consumidores mais conscientes. Realize este teste para saber se você é um consumidor consciente: http://tcc.akatu.org.br/login/

FONTE: https://administradores.com.br/artigos/o-papel-do-consumidor-no-desenvolvimento-sustentavel